Tatuapé é bicampeã do carnaval de SP e Peruche e Independente são rebaixadas;  Águia de Ouro e Colorado do Brás sobem para o Especial

Tatuapé é bicampeã do carnaval de SP e Peruche e Independente são rebaixadas; Águia de Ouro e Colorado do Brás sobem para o Especial

A Acadêmicos do Tatuapé são a grande do carnaval 2018 de São Paulo. Em uma apuração tensa e bastante emocionante, a escola da zona leste conquistou o bi na última nota do último jurado, e pelos critérios de desempate: a escola ficou com a mesma pontuação da Mocidade Alegre, Mancha Verde e Tom Maior (270 pontos), mas teve melhor desempenho no quesito alegoria. Já a Unidos do Peruche e a caçula Independente Tricolor foram rebaixadas para o grupo de acesso de 2019.

Excessão feita a nota 9,9 de um jurado em samba-enredo, a Acadêmicos dos Tatuapé recebeu 10 em todos os quesitos. A disputa, no entanto, foi apertada, com várias escolas se revezando na liderança, tendo a escola da zona leste na ponta na abertura das notas do 7° quesito: alegoria.

Mesmo empatada com Tom Maior, Mancha Verde Mocidade Alegre no número de pontos, a Tatuapé ganhou por conta dos critérios de desempate. Em sorteio realizado antes da apuração, ficou determinado que, em caso de empate no fim do processo, valeria o número de pontos nos quesitos, pela ordem: mestre-sala e porta-bandeira, harmonia e alegoria.

A Independente perdeu 1,2 ponto por causa de um problema que teve com um dos carros alegóricos, que precisou ser puxado por uma empilhadeira durante o desfile. A punição, no entanto, não influenciou no rebaixamento da escola, já que sua pontuação foi a mais baixa mesmo sem o desconto. Atingida por um incêndio, a Acadêmicos do Tucuruvi desfilou, mas não foi julgada. Ela permanecerá no Grupo Especial. Acadêmicos do Tucuruvi, vítima de incêndio em janeiro, não foi avaliada. A Águia de Ouro foi a campeã do Grupo de Acesso, seguida por Colorado do Brás. As duas escolas sobem para o Grupo Especial em 2019 no lugar de Independente e Peruche, que caíram.

Veja abaixo a pontuação das 13 escolas (a Peruche foi isenta de votação):

1° Acadêmicos do Tatuapé – 270 pontos
2° Mocidade Alegre – 270 pontos
3° Mancha Verde – 270 pontos
4° Tom Maior – 270 pontos
5° Dragões da Real – 269.9 pontos
6° Império de Casa Verde – 269.7 pontos
7° Gaviões da Fiel – 269.6 pontos
8° Rosas de Ouro – 269.6 pontos
9° Vila Maria – 269.5 pontos
10° Vai-Vai – 269.3 pontos
11° X-9 Paulistana – 268.9 pontos
12° Unidos do Peruche – 268.4 pontos
13° Independente Tricolor – 267.7  pontos

Veja abaixo a pontuação das escolas do grupo de acesso:

1° Águia de Ouro – 270 pontos
2° Colorado do Brás – 269,9 pontos
3° Barroca Zona Sul – 269,3 pontos
4° Nenê de Vila Matilde – 268,9 pontos
5° Pérola Negra – 268,9 pontos
6° Leandro de Itaquera – 267,8 pontos
7° Camisa Verde e Branco – 267,7 pontos
8° Imperador do Ipiranga – 267,2 pontos

Obs: a Imperador do Ipiranga ficou em último lugar no Acesso e caiu para o Acesso 2.

O Desfile das campeãs
A escola campeã, a vice, a terceira, quarta e quinta colocadas do Grupo Especial vão participar do Desfile das Campeãs na sexta-feira (16), junto com a campeã e vice do Grupo de Acesso. Irão desfilar: Tatuapé, Mocidade, Mancha Verde, Tom Maior e Dragões da Real, Águia de Ouro (campeã do Grupo de Acesso) e Colorado do Brás (vice do Grupo de Acesso).

Nota do editor

O título da Acadêmicos do Tatuapé foi, novamente, mais do que merecido. Escola com chão forte, que entendeu o que são um desfile de grupo especial, tecnicamente perfeita na avenida e com fantasias e alegorias sensacionais. Agora, o que alguns jurados fizeram beira o absurdo.

Para não irmos muito longe e não aprofundar uma discussão de algo que já passou, e que pode parecer lamentação em vão, basta listar a nota 10 para a comissão de frente da Independente Tricolor (que estava bela, mas teve um eixo do carro auxiliar quebrado e por isso perdeu 1.2 ponto).

Outro quesito com notas exageradas (esta não são a opinião do Samba & Pagode, mas de outros jornalistas de veículos distintos presentes no Anhembi) foi o de harmonia. Era nítido que, em alguns desfiles, não havia a tal integração cobrada pelo juri entre componentes, tanto cantando como fazendo coreografias.

Em suma, que a apuração de 2018 sirva de exemplo para algumas mudanças no carnaval de 2019. Assim esperamos

About author

Luiz Teixeira
Luiz Teixeira 284 posts

Luiz Teixeira, 29 anos, é formado em jornalismo, com especialização em produção e apresentação de telejornal, pela Universidade Anhembi Morumbi no ano de 2009. Trabalha desde 2007 na área e atualmente é repórter da Rádio Band News FM, de São Paulo. Natural de Taboão da Serra-SP, criou o site Samba & Pagode depois de um papo entre amigos do meio musical, assessores de imprensa, cantores e músicos. Viva o Samba!

Também recomendamos

Carnaval 0 Comments

Liesa decide pelo não rebaixamento no carnaval 2018; só Portela e Mangueira foram contra

O Grupo Especial do Carnaval do Rio de Janeiro de 2019 será formado por 14 escolas de samba. A decisão foi tomada na noite da última quarta-feira (28), em reunião

Carnaval 0 Comments

Jorge Castanheira é reeleito presidente da LIESA e a questão financeira preocupa para o próximo carnaval

*Por Alex Tobias Por unanimidade, Jorge Castanheira vai para o seu quinto mandato a frente da Liga Independente das Escolas de Samba (LIESA). Castanheira terá alguns desafios neste novo mandato,

Media box 0 Comments

Acadêmicos do Tucuruvi não será julgada no Carnaval 2018 após incêndio destruir 80% das fantasias

Os presidente das 14 escolas de samba do Grupo Especial do Carnaval de São Paulo se reuniram na última semana, na sede da Liga SP, e decidiram, por unanimidade, que

0 Comments

Não há comentários ainda

Você pode ser o primeiro a Comentar este post

Deixe uma resposta