Opinão: Dragões, Mocidade e Vai-Vai mostram foram para brigar pelo título do Carnaval de SP

Opinão: Dragões, Mocidade e Vai-Vai mostram foram para brigar pelo título do Carnaval de SP

Com o fim das duas noites de desfiles do Grupo Especial do Carnaval de São Paulo, o Samba e Pagode fez uma avaliação sobre o desempenho das 14 escolas que se apresentaram entre sexta e sábado no Sambódromo do Anhembi. Favoritas ao título, luta pelo desfile das campeãs e chances de rebaixamento para o grupo de acesso são os critérios separados pelo nosso editor-executivo Luiz Teixeira, que esteve presente na avenida e acompanhou de perto todas as apresentações.

Favoritas ao título

É sempre muito difícil você apontar as escolas favoritas ao título. Querendo ou não, haverá uma ou duas fora da indicações, mesmo merecendo bastante. Mas foi exatamente o que aconteceu em 2018. Resolvi separar das que, na minha opinião, largam na frente na disputa por terem desempenhado um papel irretocável na avenida durante os 65 minutos de desfile.

Dragões da Real: foi duro escolher a grande favorita, mas conversei com presidente Tomate, um antes do desfile, e ele me confessou que estava com o vice de 2017 “engasgado” e que o carnaval de 2018 seria o maior da história da Dragões. Com um samba fácil e contagiante, além de surpreender com alegorias impressionantes e fantasias perfeitas, eu acredita que o tão sonhado título inédito da Dragões pode, enfim, chegar.

Mocidade Alegre: em uma espécie de “Mangueira no Anhembi”, a Mocidade e o enredo em homenagem a cantora Alcione deu um banho de carnaval na avenida. Desde o grito de guerra com a Marrom atrás a comemoração na dispersão, a Morada do Samba mostrou que não é a toa que ela tem 10 títulos do carnaval de São Paulo. Favoritaça também.

Vai-Vai: das das selecionadas, a menos favorita, e explico o motivo. O Vai-Vai é o Vai-Vai. Ponto. Sempre quando entra na avenida é um show à parte. Em 2018 não foi diferente. Um enredo muito forte, uma estreia grandiosa de Grazzi Brasil como a referência na ala musical de intérpretes da escola, um chão quase que incomparável e a torcida sempre fazendo a diferença. Notei, no entanto, um certo nervosismo na parte final do desfile e não sei se isso pode chegar a prejudicar a Evolução da escola. Do mais, a agremiação do Bixiga é tão favorita quanto Dragões e Mocidade.

Desfile das campeãs

Como seria ficar MUITO em cima do muro indicar cinco ou seis escolas favoritas ao título, coloco aqui as escolas que apresentaram um carnaval fantástico, mas não foram superiores as citadas acima, mas que devem estar presentes no desfiles das campeãs, na sexta-feira, no Anhembi.

Império de Casa Verde: assim como vem acontecendo nos últimos anos, a Império sempre entra no Anhembi para ser campeã. E, assim como aconteceu no desfile do último título, em 2016, com o carnavalesco Jorge Freitas, o Tigre da Zona Norte encheu os olhos dos presentes no Sambódromo. Explicando a situação política do Brasil através da Revolução Francesa, a escola fez o dever de casa, mas achei que empolgou menos que Dragões, Vai-Vai e Mocidade, principalmente no samba.

Acadêmicos do Tatuapé: atual campeã do carnaval de São Paulo, a escola da Zona Leste desfilou com um novo carnavalesco, mas não deixou nada a desejar com relação ao trabalho de Flávio Campello em 2017. O carioca Wagner Santos esbanjou criatividade e inspiração no enredo sobre o Maranhão e Celsinho Mody, novamente, cantou para mostrar que está na lista dos melhores intérpretes de São Paulo. A Tatuapé fez um desfile luxuoso e fantástico e só entra nesta categoria por achar que o samba-enredo está abaixo das demais.

Gaviões da Fiel: grande surpresa do carnaval em 2018, a tetracampeã mostrou uma diferença absurda na bateria com a estreia do Mestre Ciro Castilho e o desfile do carnavalesco Sidnei França. Abre-alas fantástico, samba contagiante (um dos melhores), mas achei o andamento meio lento e pouco empolgante. Desfile tecnicamente perfeito, mas faltou algo pra brigar pelo título.

Permanecem do grupo especial

Mancha Verde: eu ia colocar a Mancha como fortíssima candidata ao desfile das campeãs. Desfile maravilhoso, homenagem gigante ao grupo Fundo de Quintal e samba muito bom, mas achei que a escola correu no fim e não foi bem em evolução. Posso estar enganado, mas, se não fosse isso, seria candidata ao título.

Rosas de Ouro: chão muito forte (um dos maiores do carnaval), mas com falhas em evolução e sem alegorias impactantes. Acho que fez um desfile tradicional e para se manter no grupo especial.

Tom Maior: outra grata e grande surpresa do carnaval 2018. Infelizmente foi um desfile para pouquíssimas pessoas, pois muita gente já tinha ido embora. Mas, a apresentação da escola foi seguro e muito impactante. Com toda certeza permanecerá no grupo especial e pode até conquistar um lugar de destaque.

Tucuruvi: apesar de estar isenta do júri, a Tucuruvi fez uma desfile fantástico e, ouso a dizer que, com as fantasias intactas, o carnavalesco Flávio Campello levaria a escola da Zona Norte ao desfile das campeãs.

X-9 Paulistana: campeã do grupo de acesso em 2017, a X-9 voltou a fazer um desfile digno da história da escola. Grandioso e contagiante, só não volta para as campeãs pelo fato de ter corrido no fim do desfile, devido ao tempo, e, com isso, perderá pontos em evolução.

Luta contra o rebaixamento

A parte mais difícil você análise. Colocar uma escola na avenida é algo completamente difícil.você quem vive de perto sabe como é. Em 2018, o trabalho das 14 escolas foi algo fantástico que a crítica negativa quase não existiu e será uma “briga” complicada também na parte debaixo da classificação, tanto que só coloquei duas escolas que, por punições, devem cair.

Independente Tricolor: caçulinha no grupo especial, a Independente está no processo de entendimento de como é desfilar com as grandes. O desfile foi bom e gosto demais do samba contado pelo Pinah e pelo Pê Santana, mas a agremiação teve alguns problemas que devem acarretar na queda, principalmente a quebra do eixo do pequeno carro da comissão de frente.

Vila Maria: antes de ser crucificado, eu gostei MUITO do desfile da Vila. Muito MESMO! O grande problema foi a queda da saia da Lais Moreira, primeira porta-bandeira da escola. Perder pontos dos das jurados será algo que deixará a Mais Famosa na parte debaixo da classificação. Torço muito para que a escola não caia, mas a briga ficou difícil.você
Peruche: desfile correto durante os 65 minutos. Como o nível em 2018 está MUITO alto, acredito que a Peruche, apesar do bom enredo em homenagem ao Martinho da Vila, luta apenas para permanecer no Grupo Especial do Carnaval de São Paulo.

Lembrete

E para ficar BEM claro, o texto acima é apenas uma crítica e um palpite de quem esteve nos dois dias de desfile no Sambódromo do Anhembi e de quem estará nesta terça-feira na apuração. Faça o mesmo, dê seu palpite, solte suas apostas e brinque também, é saudável! Conforme meus palpites, acredito que a classificação geral ficará na seguinte ordem.

Dragões
Vai-Vai/Mocidade
Império
Tatuapé
Gaviões
Mancha Verde
Rosas de Ouro
Tom Maior
Tucuruvi
X-9/Vila Maria
Peruche
Independente Tricolor

About author

Luiz Teixeira
Luiz Teixeira 304 posts

Luiz Teixeira, 29 anos, é formado em jornalismo, com especialização em produção e apresentação de telejornal, pela Universidade Anhembi Morumbi no ano de 2009. Trabalha desde 2007 na área e atualmente é repórter da Rádio Band News FM, de São Paulo. Natural de Taboão da Serra-SP, criou o site Samba & Pagode depois de um papo entre amigos do meio musical, assessores de imprensa, cantores e músicos. Viva o Samba!

Também recomendamos

Carnaval 0 Comments

Liga define divisão para os desfiles das Escolas de Samba de SP de 2019; bicampeã Tatuapé desfila no 1ª dia

Foram definidas na noite desta segunda-feira (28) as divisões das agremiações para os dois dias de desfiles das Escolas de Samba do Grupo Especial de São Paulo para o carnaval

Carnaval 0 Comments

Liesa decide pelo não rebaixamento no carnaval 2018; só Portela e Mangueira foram contra

O Grupo Especial do Carnaval do Rio de Janeiro de 2019 será formado por 14 escolas de samba. A decisão foi tomada na noite da última quarta-feira (28), em reunião

Carnaval 0 Comments

Mangueira abre 100 vagas para quem quiser desfilar de graça no carnaval do Rio de Janeiro; veja como

Atual campeã do carnaval carioca e uma das escolas de samba mais populares do país, a Estação Primeira de Mangueira está abrindo oportunidade para quem deseja desfilar de graça no Rio de

0 Comments

Não há comentários ainda

Você pode ser o primeiro a Comentar este post