“Chegou a garra, chegou a emoção”. O adeus de José Luiz Couto Pereira da Silva, o Luizito da Mangueira

“Chegou a garra, chegou a emoção”. O adeus de José Luiz Couto Pereira da Silva, o Luizito da Mangueira

*Por Alex Tobias

José Luiz Couto Pereira da Silva, ou se preferir, simplesmente Luizito, nos deixou neste final de semana, aos 61 anos de idade, após fazer aquilo que mais gostava: cantar! Dono de uma das vozes mais marcantes do mundo do samba, o interprete começou sua trajetória vitoriosa e talentosa através da insistência do antigo presidente da Caprichosos de PilaresAntonio Mair Villa-Forte, que sempre o convidava para visitar a quadra da agremiação e cantar alguns sambas.

Logo na primeira visita, o dirigente o convidou para cantar um samba e o deixou por 40 minutos sozinho no palco. Isso foi o suficiente, e se transformou no passaporte para Luizito integrar o time de intérpretes da agremiação no carnaval de 1984.

Dai para frente, mais de onze carnavais se passaram e Luizito havia formado uma dupla impecável ao lado de outra lenda do samba, o saudoso e inesquecível intérprete Carlinhos de Pilares. Em 1994, José Luiz Couto assumiu o microfone principal da azul e branco. E após um desentendimento com a diretoria, teve que deixar a agremiação.

Quis o destino, e sua competência, é claro, que os deuses do samba o levassem para a escola que sempre sacudiu seu coração: a Estação Primeira de Mangueira. Primeiro, Luizito esteve defendendo o samba de Alemão do CavacoNelson Cispai e parceria, nas eliminatórias para o carnaval de 1998, em que o tema era o grande cantor e compositor Chico Buarque.

Logo em sua estreia,  Luizito já defendia o samba que Luizito que foi o grande campeão na disputa interna, e com isso já nutria muita simpatia da comunidade, o que lhe rendeu um convite do então presidente da verde e rosa, Elmo José dos Santos, para integrar o carro de som capitaneado pelo eterno mestre Jamelão. E como pouco sucesso para o talento é pouco, logo no seu primeiro ano na velha manga, ele foi campeão.

Convidado para continuar na escola após sua fantástica estreia, Luizito aceitou o convite e começou a “beber dessa fonte de sabedoria” e aprender com o mestre Jamelão, como ele próprio sempre gostava de se referir ao eterno ídolo mangueirense.

Devido aos graves problemas de saúde, Jamelão precisou se afastar da verde e rosa (e infelizmente não voltaria mais). Assim, Luizito assumiu o microfone principal da “escola de samba mais querida do planeta” (expressão que virou uma potente marca do intérprete) e o empunhou até as primeiras horas do último domingo (06), quando o mundo lhe deu um até breve.

Infelizmente, não com o seu emocionante grito de guerra, mas com a triste notícia de que nosso Luizito fora encontrar seus mestres Carlinhos de Pilares e Jamelão no “carro de som do céu”.

Valeu, Luizito!

Luizito conquistou o seu primeiro Estandarte de Ouro de melhor intérprete neste ano.

Veja abaixo a nota oficial divulgada pela Estação Primeira de Mangueira no dia do falecimento de Luizit

mangueira-luizito

About author

Luiz Teixeira
Luiz Teixeira 220 posts

Luiz Teixeira, 27 anos, é formado em jornalismo, com especialização em produção e apresentação de telejornal, desde 2009, pela Universidade Anhembi Morumbi. Trabalha desde 2007 na área e atualmente é repórter da Rádio Band News FM, de São Paulo. Natural de Taboão da Serra-SP, criou o site Samba & Pagode depois de um papo entre amigos do meio musical, assessores de imprensa, cantores e músicos.

Também recomendamos

Carnaval 0 Comments

Império Serrano dá largada para 2016 e apresenta os sambas candidatos para o carnaval do ano que vem

Por Alex Tobias A quadra de ensaios Eloi Antero Dias, em Madureira, no Rio de Janeiro, casa do G.R.E.S. Império Serrano, esteva lotada na noite do último sábado (06) para

Carnaval 0 Comments

Vai-Vai escolhe Gilberto Gil como tema do enredo do carnaval de 2018

O cantor e compositor baiano Gilberto Gil será tema da escola de samba paulistana Vai-Vai no Carnaval de 2018. O artista, que mantém o bloco Expresso 2222 no agitado carnaval

Carnaval 0 Comments

Jorge Castanheira é reeleito presidente da LIESA e a questão financeira preocupa para o próximo carnaval

*Por Alex Tobias Por unanimidade, Jorge Castanheira vai para o seu quinto mandato a frente da Liga Independente das Escolas de Samba (LIESA). Castanheira terá alguns desafios neste novo mandato,

0 Comments

Não há comentários ainda

Você pode ser o primeiro a Comentar este post